Treino de Recuperação: É bom fazer?

E aí corredores, tudo bem?

Já ouvi falar muito sobre esse assunto, o qual tem me chamado a atenção nos últimos dias depois de algumas provas que competi seguidas uma da outra. Trata-se do famoso treino de recuperação. É algo curioso você pensar que depois de um esforço físico exaustivo, fazer mais exercício no dia seguinte seja algo benéfico. Ao que tudo indica, é sim, mas você sabe como fazer direito? Será que pode tudo?

Pra falar sobre o assunto, trago dois profissionais qualificadíssimos. Começo com a fisioterapeuta Keitiane Schweitzer, do KS Espaço Saúde, amiga e instrutora de pilates que foi fundamental no início da minha vida de atleta, há 4 anos. A Keiti é bastante preocupada com o termo treino de recuperação e recomenda o descanso pós-prova, mas apoia com algumas ressalvas e dá algumas dicas:

“As provas de corrida que duram 90 minutos ou mais, são desgastantes e de grande esforço para os músculos e articulações. A corrida deve ser evitada durante a primeira semana pós prova, mas para não comprometer o condicionamento físico é seguro realizar outras modalidades de exercício aeróbico, porém de baixa intensidade. É importante complementar com sessões de gelo nas articulações inflamadas ou mergulhar as pernas em água fria por 5 a 10 minutos, pois isso funciona como um anti-inflamatório natural. A massagem relaxante também pode ajudar a eliminar o acido lático e reduzir a dor e fadiga muscular, acelerando a recuperação. Já está provado que ocorre uma diminuição de anticorpos após exercícios que exigem grande esforço físico, por isso deve-se respeitar o tempo de recuperação do corpo e da mente, afinal eles estão intimamente relacionados”, afirma Keiti.

Para uma segunda análise, perguntei ao meu professor de funcional, o Fernando Werner, do Studio Werner Funcional. Fernando é educador físico e também corredor de rua, participando ativamente das corridas em SC. Por trabalhar diariamente com exercícios de alta intensidade, acreditei que ia arrancar uma resposta diferente dele, mas ele confirmou:

“O treino de recuperação muscular é fundamental para atingir os seus objetivos. Neste período os músculos estão trabalhando para se recuperar e responder estímulos que foram trabalhados. Normalmente, 48h é recomendado o descanso para a recuperação, mas não precisa ficar sem fazer atividade, pode realizar outra de menor impacto ou intensidade. O descanso é aonde você consegue ter um melhor resultado para adaptar sua musculatura aos exercícios, por isso nunca abdique dele”, ressalta Fernando.

É isso pessoal, espero ter esclarecido, junto com a Keiti e o Fernando, a importância e os cuidados que se deve ter com o Treino de Recuperação. E vocês, são adeptos? Me conta nos comentário ou lá no meu Instagram!

Um abraço e até o próximo post 😉

Author colecionadordecorridas

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *