Flash Run Itajaí 2017: Encerrando o ano

Fala pessoal, tudo bem?

As corridas noturnas não são muito comuns no meu calendário em razão da maioria dos eventos serem na parte da manhã, mas é um estilo de que eu gosto e muito. #pormaiscorridasnoturnas (risos!)

Esse ano deixei para decidir minha última corrida do ano em cima da hora, e acabei me inscrevendo na Flash Run Itajaí, uma Night Run que completou sua 5ª edição, dessa vez com a organização da DTO Sports Run. O percurso já é bem conhecido dos meus treinos e também de outras competições da região, saindo do Centreventos Itajaí e fazendo o retorno nos Molhes – na distância de 5km – e na Praia de Cabeçudas – pra quem fez 10km como eu. A data escolhida foi muito legal, pois coincidiu com o evento de natal da cidade, então o clima estava realmente de festa.

A 5ª Flash Run Itajaí aconteceu em meio as apresentações de natal da cidade.

A minha preparação para essa prova foi a mais básica possível, fiz apenas um treino de corrida com 5km. A intenção era mesmo de apenas se divertir, pois o ano já foi bastante cansativo para o corpo e para a mente. Estava tão “leve” para essa corrida que quase me atrasei! Passei o fim de semana em Florianópolis, retornando apenas algumas horas antes da largada, e como tinha bastante fila pelo caminho, cheguei “em cima do laço”, foi uma doidera (risos!).

Tive como companhia novamente a blogueira, namorada, atleta e parceira Thamiriz Garcia do Blog da Miriz. Fizemos a 6ª corrida dela e a 51ª minha, levando pra casa mais uma medalha top no peito. Eu fiz um tempo de 59 min e 04 seg nos 10km e ela fez 43 min e 10 seg nos 5km.

Falando sobre os pontos que sempre analiso nos eventos, o kit muito bonito, com uma linda camiseta, o numeral de peito e o item que não pode faltar, o chip de cronometragem. Durante a corrida, a hidratação estava impecável! E a belíssima medalha, junto com a alimentação pós-prova fecharam o evento com chave de ouro.

O TRÂNSITO

Ao final da prova, escutei algumas reclamações de conhecidos meus acerca da sinalização, mais especificamente do trânsito, no qual os carros estavam dividindo o espaço com os atletas, o que normalmente ocorre em outras provas, porém por se tratar de uma corrida noturna, causou um pouco de transtorno tanto para quem trafegava, quanto para quem competia. Em virtude disto, resolvi conversar com Dioney Galharte, da DTO Sports, e responsável pelo evento. 

E, como tudo tem seus prós e contras, as apresentações de natal que impulsionaram a beleza da noite também contribuíram para o aumento do tráfego. “Contamos com a parceria e fiscalização do CODETRAN para essa prova, que em virtude do efetivo muito baixo, não pode dar a atenção necessária ao evento. Aumentamos nosso Staff para não correr riscos, mas o movimento dos carros foi tão grande neste dia, que infelizmente não conseguimos dar a perfeição que os atletas merecem”, explicou Dioney.

Na minha opinião, foi mínimo e nada que tirasse o brilho da prova. A DTO Sports está de parabéns e já aguardo pelas próximas corridas!

Um abraço e até o próximo post! 😉

 

Author colecionadordecorridas

One Comment

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *